Notícias UNIPAC

Revista vai contar história da FUPAC

Uma importante publicação está sendo preparada para contar os 56 anos da Fundação Presidente Antônio Carlos, mantenedora da UNIPAC. O presidente da instituição, professor Bonifácio Andrada, promoveu, durante a última semana, diversas reuniões com os segmentos da instituição, acadêmico e administrativo, objetivando o envolvimento de todos na coleta de informações que farão parte da publicação. O historiador Sérgio Ayres ficará responsável pela edição, com o apoio direto do Setor de Marketing, de Documentação e de outros á reas.
Segundo Bonifácio Andrada se faz relevante registrar os fatos e acontecimentos, que se deram início em 1963, com a criação da FUPAC, até os dias atuais. “Temos muito a contar. Já diplomamos mais de 150 mil profissionais em todas as regiões de Minas, lançamos mais de 500 cursos superiores, dezenas de projetos sociais, estivemos presentes em mais de 200 cidades mineiras e isto não é pouco”, destacou.

Breve histórico
A história das Faculdades da Fundação Presidente Antônio Carlos/FUPAC e do Centro Universitário Presidente Antônio Carlos/UNIPAC, teve início em 1963, quando o deputado e professor Bonifácio Andrada apresentou um projeto de lei que, aprovado, deu origem à Fundação Universitária da Mantiqueira, em Barbacena, Minas Gerais. A Instituição, por lembrança do deputado Hilo Andrade, passaria a se chamar Fundação Presidente Antônio Carlos em 1965. Era o nascimento da FUPAC, que mais tarde se tornaria uma das maiores instituições universitárias do país.
O deputado e professor Bonifácio Andrada transformou em realidade o seu intento em 1965. Coube a ele presidir a instalação das duas primeiras instituições universitárias em Barbacena. Assim, em 1966, foram instaladas as duas primeiras faculdades: a Faculdade de Filosofia com os cursos de Letras, Pedagogia e História e a Faculdade de Ciências Econômicas, Contábeis e Administrativas com o curso de Ciências Contábeis.
O início desses cursos refletia a preocupação da Fundação Presidente Antônio Carlos em responder às expectativas na formação de professores e no setor da gerência empresarial, pois, desde aquela época, eram solicitados profissionais qualificados para essas áreas.
Sempre atenta às necessidades da comunidade, a FUPAC iniciou em 1968 o curso de Matemática e a Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais, com o curso de Direito. Em 1971, também em Barbacena, foi criada a Faculdade de Medicina, hoje procurada por estudantes do Brasil inteiro. Em 1975, a FUPAC, por meio da Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas, criou a graduação em Administração de Empresas.
Em contínua expansão, em 1970 foi instalada na cidade de Ubá; e em Visconde do Rio Branco, em 1975. Em 1991 a FUPAC chegou a Leopoldina; em Ipatinga, em 1993; e a Juiz de Fora, em 1996.
Aos 31 anos de atividade, em 1997, em reconhecimento à qualidade do ensino oferecido, as faculdades da FUPAC transformaram-se em Universidade Presidente Antônio Carlos /UNIPAC, autorizada pelo Conselho Estadual de Educação, homologada pela Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais e Portaria do MEC nº 366, de 12 de março de 1997.
Dando prosseguimento ao objetivo de levar educação a todas as regiões de Minas, em 2001, foram instalados novos polos da Fundação. Desta vez em Conselheiro Lafaiete, Bom Despacho e Araguari; em 2002, Teófilo Otoni; em 2003, Uberlândia, Governador Valadares e Uberaba; em 2005, Betim; e em 2006, Contagem. Além dessas, durante esse período, a FUPAC/UNIPAC também chegou a diversos municípios do Estado.
A partir de 2002, o Reitor, licenciado à época, professor Bonifácio Andrada, visando a melhoria da qualidade da educação de base no Estado, e consciente da necessidade de capacitação do profissional pedagógico, criou a Rede de Ensino Normal Superior com as Faculdades de Educação e Estudos Sociais em mais de 200 cidades do estado de Minas Gerais, o que promoveu uma grande revolução educacional no interior mineiro.
Tal iniciativa atendeu às necessidades de cada região e a exigência instituída na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, que determinou que, a partir de 2006, a formação superior seria imprescindível para atuação dos professores em sala de aula.
Hoje, portanto, a FUPAC/UNIPAC, com 56 anos de Fundação está presente em diversas cidades de Minas Gerais, com mais milhares de universitários, oferecendo variados cursos de graduação, e contando ainda com pós graduação lato sensu, nas diversas áreas do conhecimento.